Escola de Especialistas de Aeronáutica – EEAR

Sobre a EEAR 

Com a criação do Ministério da Aeronáutica, em 20 de janeiro de 1941, todos os estabelecimentos, instalações, órgãos e serviços referentes à atividade de aviação no Brasil, até então subordinados aos Ministérios da Guerra, da Marinha e da Viação e Obras Públicas, passaram a pertencer ao novo Ministério, com a transferência imediata de pessoal e de material. Assim tornou-se necessário reorganizar os estabelecimentos de ensino herdados das Aviações da Marinha e do Exército, cuja duplicidade precisava ser eliminada.

Neste sentido a formação dos sargentos passaria a ser feita na Escola de Especialistas de Aeronáutica, criada em 25 de março de 1941 e sediada na Ponta do Galeão, Ilha do Governador – RJ.

Em decorrência das dificuldades surgidas com a 2ª. Guerra Mundial, agravadas pela entrada do Brasil no conflito, e com o crescimento da Força Aérea, verificou-se a necessidade de incrementar a formação de técnicos, em número suficiente para atender à demanda crescente. A Escola de Especialistas de Aeronáutica, situada na Ilha do Governador – RJ, deixou de ter condições de formar a quantidade de pessoal necessária para manter a infraestrutura da Força, tanto internamente como fora do Território Nacional.

Como solução imediata, muitos militares e civis foram enviados para os Estados Unidos para que, através de cursos, pudessem satisfazer às necessidades mais prementes da FAB. Esta solução, contudo, começou a sofrer restrições por ser muito onerosa. Após novos estudos, decidiu-se por contratar a “John Paul Ridle Aviation Tecnical School”, a qual instalou no Brasil, na cidade de São Paulo, uma Escola Técnica de Aviação – ETAv, com todo o acervo, incluindo técnicos, professores e administradores. A ETAv passou a complementar a formação de especialistas, suprindo as carências então verificadas.

Com o término do conflito, embora ainda fosse grande a necessidade de técnicos para manter as diversas unidades criadas, houve uma estabilização na formação de pessoal, percebendo-se que já não era necessário existirem duas escolas com a mesma finalidade.

Assim nasceu em 1950, a Escola de Especialistas de Aeronáutica – EEAR com sede em Guaratinguetá-SP.

A mudança para essa nova sede foi feita durante os anos de 1950 e 1951, progressivamente, à medida que os prédios foram sendo construídos ou adaptados para suas novas finalidades.

A EEAR ocupa, atualmente, um espaço de aproximadamente 10 milhões de metros quadrados, com uma área construída superior a 119 mil metros quadrados, contendo 93 prédios administrativos e 416 residências, distribuídos em três vilas militares: Vila dos Oficiais, Vila dos Suboficiais e Sargentos e Vila de Cabos e Taifeiros. É carinhosamente conhecida como “Berço dos Especialistas”.

Pré-requisitos

Idade mínima e idade máxima: entre 17 e 24 anos de idade.

Escolaridade para admissão: ter concluído o ensino médio.

O que você vai cursar: o Curso de Formação de Sargentos da Aeronáutica é ministrado sob regime de internato militar na EEAR, em Guaratinguetá-SP, com duração aproximada de 2 anos e abrange instruções nos campos geral, militar e técnico-especializado.

Benefícios
Salário enquanto aluno
Assistência médica e odontológica para o militar e para a família
Estabilidade
Moradia
Colégio militar para os filhos
Possibilidade de missões internacionais
Alimentação em serviço
Possibilidade de participação em competições olímpicas
Porte de arma de fogo
Auxilio-pecúlio
Concurso de Admissão

O Concurso de Admissão é constituído das seguintes etapas:

  1. Provas Escritas;
  2. Inspeção de Saúde;
  3. Exame de Aptidão Psicológica;
  4. Teste de Avaliação do Condicionamento Físico;
  5. Procedimento de Heteroidentificação Complementar; e
  6. Validação Documental.

Para inscrições e maiores informações: https://ingresso.eear.aer.mil.br/

Provas Escritas

As Provas Escritas são compostas das seguintes disciplinas:

  1. Língua Portuguesa;
  2. Língua Inglesa;
  3. Matemática; e
  4. Física.

A prova é composta por 96 questões de múltipla escolha com tempo limite de 4,5 horas para resolução (2,5 minutos por questão).

Teste de avaliação do condicionamento físico 

O TACF avalia a resistência e o vigor físico, por meio de exercícios físicos definidos e fixados em Instruções do Comando da Aeronáutica de modo a comprovar não existir incapacitação para o Serviço Militar nem para as atividades previstas no curso.

CORRIDA DE 12 MINUTOS SALTO HORIZONTAL FLEXÃO DE BRAÇOS  SOBRE O SOLO FLEXÃO DO TRONCO SOBRE   AS COXAS
Masculino Feminino Masculino Feminino Masculino Feminino Masculino Feminino
2.250 m 1.850 m 1,8 m 1,4 m 26 16 42 34
O candidato que for considerado não apto receberá essa informação diretamente do próprio aplicador do Teste, no mesmo dia da realização do Teste.
Assista ao vídeo explicativo

Voltar | Página inicial

Avenida Brasil, 1664 - Guanabara - Campinas - SP [ MAPA ]

SALA DE MATRÍCULAS

19 99907.0707

COORDENAÇÃO

19 97134.4981

FINANCEIRO

19 99801.4419

Copyright © 2020 - Arsenal Cursos. Todos os direitos reservados.